Compota de tomate-cereja e baunilha

A gente tem um monte de ideias pré-concebidas. Isso não pode. Isso não faço. Isso não combina com aquilo.

E é assim na vida, no trabalho, no amor. E na cozinha.

São vários nãos antecipados. Que fecham um monte de portas. Com certeza, fica de lado alguma experiência desagradável, o que é bom. Mas também perdemos coisas lindas. Essa poderia ser a história da receita de hoje.

Quando postei, quase todo mundo se assustou com a fava de baunilha ali no meio dos tomates. Mas, ó, desculpe te decepcionar. A combinação é perfeita. Quase como queijo e goiabada (deve ser a versão francesa dessa nossa delícia).

Compota de tomate-cereja e baunilha

Ingredientes
500g de tomates-cereja
1 boa pitada de sal
3 colheres (sopa) de açúcar cristal
3 colheres (sopa) de azeite de oliva
1 fava de baunilha

Modo de preparo

Lave e seque os tomates e corte-os ao meio. Arrume-os com o lado da pele para baixo numa assadeira grande antiaderente e polvilhe com o sal e o açúcar. Reserve em temperatura ambiente enquanto adianta o azeite de baunilha.

Coloque o azeite numa tigela pequena. Corte a fava de baunilha no sentido do comprimento e raspe as sementes para dentro da tigela. Com uma colher de chá, misture as sementes com o azeite. Adicione a fava e deixe em infusão por 15 minutos. Preaqueça o forno a 120oC (meu forno é uma coisa e o mínimo não é assim tão baixo. Foi do jeito que deu).

Despeje a infusão de azeite (com a fava) sobre os tomates e leve ao forno por 50-60 minutos, checando com frequência. Quando cozidos, os tomates continuarão vermelhos, mas alguns ficarão um pouco escuros.


Sirva morna ou fria. Ela se mantém boa por só dois dias na geladeira. Então, faça quando for consumir.

Uma vez fria, transfira para um vidro, raspando o caramelo da assadeira, e tampe bem.

Comentários

Postagens mais visitadas