Salmão com crosta de pistache e chia

22.1.14

A receita de hoje é da Sheylinha, minha amiga-jornalista-corredora que tem se arriscado bastante na cozinha (e tem mandado muito bem)!

Eu tinha comprado uns cortes de salmão e perguntei pra Mari, a maga da cozinha, como fazer o peixinho com uma crosta, porque, até então, eu só sabia fazer assado no forno, embrulhado no papel alumínio. Portanto, este post aqui, a danadinha bem que podia ter escrito, porque a receita foi toda dela! Hehehe! Ela sugeriu fazer com pistache e já adianto que ficou MARAVILHOSO! O namorado disse que foi o melhor prato que já fiz e ainda pediu repeteco no próximo fim de semana! Tudo bem que ser o “meu melhor prato” não é muito difícil, porque, ao contrário da Mari, minha relação com a cozinha é muito mais pra tapas do que pra beijos... Mas, enfim, vamos ao que interessa: o passo-a-passo mais moleza para se fazer um salmão!

Ah! Como eu também vivo às voltas com a balança, tive a ideia de botar chia no meio só pra tentar deixar o prato mais “saudável”, mas, sinceramente, ela não acrescentou gosto algum... Acho que botei pouco, mas, sei lá, me faz bem pensar que tem mais “fibras” no prato... Mas, quem não precisa, pode dispensar essas sementinhas!

Salmão com crosta de pistache e chia

Ingredientes
2 postas de salmão (+/- 130g cada)
80 a 100g de pistache
1 colher (sopa) de chia (opcional)
Sal e pimenta pra temperar o salmão

Modo de preparo

Tempere o salmão com sal e pimenta a gosto. Basta um pouquinho! Guarde na geladeira enquanto prepara a crosta de pistache. Infelizmente, a parte mais trabalhosa da receita é descascar o pistache. Sim, não comprei o sem casca e tive que usar martelo pra quebrar as danadas! Comprei um pacote de 150g no mercado, mas acabei usando cerca de 2/3 na receita pra duas pessoas. Pegue o pistache descascado e triture no processador. Não é pra fazer uma farinha estilo “pó de giz”. Bastam algumas pulsadas pra ficar com aquela cara de farinha triturada com pedacinhos.

Coloque essa farinha em um pratinho, pode ser raso mesmo, e misture com a chia. Pegue o salmão e pressione a parte sem pele na farinha. Não precisa de azeite, manteiga, nada. A farinha gruda no salmão só com o “apertão” mesmo. A parte da pele deixa sem nada mesmo, quer dizer, não a pressione na farinha.

Esquente uma boa frigideira antiaderente. Tire do fogo por uns segundos, bote um fio de azeite e já coloque o filé de salmão com a crosta virada para a frigideira. Não é pra ficar “esfregando” o salmão na frigideira. Volte a panela para o fogo e pressione o filé por um minutinho. Vire com cuidado e deixe agora a parte com a pele em contato com a frigideira. Esse processo vai “selar” a carne. Baixe o fogo e tampe a frigideira pra ajudar o salmão a cozinhar.

Uma observação: é super normal um pouco da crosta desgrudar quando você colocar na panela. Eu peguei com a colher e botei encima do filé mesmo. Mas vai ter aquela que vai acabar ficando na beirada da frigideira e vai ficar preta. Não dá pra comer... É queimada!

Quem tem mais experiência com fogão, nem precisa tirar a frigideira do fogo pra botar o salmão pra selar. Eu sou meio medrosa mesmo! Kkkk!

O salmão cozinha super rápido! Acho que não ficou nem 10 minutos na panela. Basta abrir a tampa e ver se já tá rosado o suficiente. Quando ele ficar no tom que você gosta, basta servir! Lembre-se que não é frito, então vai ficar rosa claro e não aquele “laranja” forte, hein?

Sobre os acompanhamentos, nesse dia, servi o salmão com batatas rústicas, que aprendi a fazer com outra amiga fera na cozinha: a Sara! São super fáceis! Veja a receita dela aqui. Eu acabei não colocando nenhuma erva, só mesmo as batatas com azeite. Mas já fiz com alecrim e super recomendo! Já com a pimenta calabresa, seja super moderado pra não comer pimenta com batata... Mas isso é outra história... Rsrsrs...

O “tchan” do prato ficou por conta do alho assado. Vi isso em um dos programas da Rita Lobo, que eu amo! Pegue uma cabeça inteira de alho, corte pela metade pra ficar com essa cara de “flor” e bote pra assar junto com as batatas, inclusive os pedacinhos da metade partida! Regue com um fio de azeite e pronto! Não precisa de mais nada. Pra quem gosta de alho, fica muuuuito gostoso! No meu forninho, foram 35 minutos. Mas vale a pena acompanhar e tirar quando as batatas ficarem com a casca bem douradas, quase marrom.

O brócolis é de pacote congelado. Sim, eu sou muuuito prática! Basta alguns minutinhos na água fervente e eles ficam prontos!

Bem, foi esse meu almocinho especial de domingo! Espero que gostem!

(Eu, particularmente, achei que a Sheylinha arrasou!)

3 comentários:

  1. Muito bom o blog, estão de parabéns por esse ótimo trabalho!!

    ResponderExcluir
  2. Para quem não quer errar na receita....

    http://www.nutsonline.com.br/chia.html
    http://www.nutsonline.com.br/pistaches.html

    ResponderExcluir