Niçoise moderninha

Confesso. Estou me sentindo enganada. Não pela receita. Não. Pelo cara da peixaria. Rodei para achar posta de atum. Quando encontrei, o preço do quilo era exorbitante. Ainda assim, comprei. Afinal, precisava testar a receita. Quer dizer, preciso cuidar daquilo que como. Saúde, saúde, saúde.

Assim que ele me entregou a posta, achei escura demais. Ele disse que "atum é assim mesmo". Peguei com cara de desconfiada e fui para o caixa. Só que ao ver meu prato pronto, fiquei brava. Meu atum não estava clarinho como o da foto! E jamais poderia ter ficado... Acho que me venderam atum pouco fresco. Quer dizer, tenho certeza.

Queria daqueles rosados, servidos nos restaurantes japoneses como sashimi. Passada a raiva, comi. Estava uma delícia. Tirando o atum. Quer dizer, ele estava ok. Só não estava aquela coisa rosada e linda da foto. Hunf.

Meti mais molho e terminei de digerir o peixe. Mas a salada vale. Não vou dizer que dá pra viver dela todos os dias da vida, mas é uma boa entrada. Leve, colorida e saborosa. A melhor parte, confesso como boa gordinha, é a batata!

E o molho de mostarda.

Da próxima vez, vou olhar bem brava para o cara da peixaria! "Quero peixe fresco!"

A receita original serve quatro pessoas! Enjoy!

Niçoise moderninha

Ingredientes
1 posta de atum de 250g
3 batatas médias
150g de edamame pré-cozido (troquei por ervilha. Não topei pagar quase 20 pilas por 300g de soja verde)
12 tomatinhos cereja ou grape
3 ovos
3 colheres (sopa) de azeite
Vinagrete de mostarda
Folhas verdes delicadas, como baby rúcula e baby romana
Sal
Pimenta do reino

Modo de preparo

Pré-aqueça o forno a 180oC. Lave e seque as batatas. Em uma tábua, corte-as em gomos, sempre no sentido do comprimento. Corte na metade e depois na metade de novo. Rende uns oito gomos por batata. Transfira para uma panela, cubra com água e tempere com 1 colher (chá) de sal. Leve ao fogo alto e, quando a água começar a ferver, deixe cozinhar por seis minutos. Retire do fogo, escorra. Em uma assadeira grande, coloque 1 colher (sopa) de azeite. Coloque as batatas por cima e chacoalhe para melecá-las. Quanto mais espaço houver entre elas, mais crocantes ficam. Regue com mais uma colher (sopa) de azeite para que fiquem untadas e tempere com sal grosso moído e pimenta do reino moída na hora. Leve ao forno por 40 minutos. Na metade do tempo, vire os gomos para que dourem por igual.

Corte os tomates na metade, tempere com sal e deixe em uma peneira enquanto a batata cozinha.

Leve ao fogo alto uma panela com um pouco de água e sal. Quando ferver, coloque os grão de soja verde congelados e deixe cozinhar por três minutos. Escorra e transfira para uma tigela com água e gelo para cessar o cozimento. Escorra novamente.

Coloque os ovos em uma panela, cubra com água e leve ao fogo médio. Assim que começar a ferver, deixe sete minutos cozinhando. Escorra e coloque o ovo em uma tigela com água fria para cessar o cozimento. Assim que esfriar, descasque e corte na metade.

Lave e seque as folhas verdes.

Quando a batata estiver no ponto, tire do forno.

Na hora de servir, leve uma frigideira antiaderente ao fogo médio. Quando aquecer, coloque um fio de azeite e sele o atum por um minuto de cada lado. Tempere com sal e pimenta do reino. Corte em fatias finas. Em pratos individuais, coloque as batatas por baixo, arranje as folhas verdes, salpique com a soja, disponha os tomates, os ovos e as fatias de atum em leques com três ou quatro fatias. Regue com o molho e sirva a seguir.

Para o vinagrete de mostarda, misture 1 colher (chá) de mostarda Dijon com 2 colheres (sopa) de vinagre de vinho tinto, sal e pimenta do reino a gosto. Depois de bem misturados, acrescente 6 colheres (sopa) de azeite aos poucos, batendo com o garfo em movimentos circulares para emulsionar a mistura (deixá-la grossinha). Se não ficar cremoso, coloque uma colherzinha de água e continue batendo.

Eu sei que são muitas etapas, mas todas elas são bem simples! É só se organizar!

Comentários

Postagens mais visitadas