Lambança

20.8.13

Tem horas em que dá vontade de sentar e chorar. Não digo desistir, porque aí também é muito radical. Afinal de contas, estou falando de algo que é mais do que um sonho. Estou falando de uma obsessão. Mas minha falta de profissionalismo me irrita. É impressionante como faço pratos feios e cometo erros básicos. Até hoje.

Isso tem me tirado do sé-rio. Tem horas em que acho que é um sinal de que devo abandonar a cozinha. Sente só.

No dia dos pais, rolou um frango com mostarda. Pense num prato promissor! O problema é que ele terminou cheio de falhas. A carne ficou dura por dentro. Coloquei óleo demais na panela. E o creme de leite, que ajuda a cozinhar o frango e deveria sobrar para compor o molho de mostarda, secou. Aí tive a ideia de girico de colocar um pouco mais de creme de leite para melhorar o molho, só que não tinha mais da versão fresca e acabei colocando a normal mesmo. O resultado? Um molho maçaroca, mais grosso do que purê de batata. Vontade de chorar total.

Fiz também uma sobremesa simplérrima, com apenas três ingredientes. É um sorvetinho de queijo, fácil de tudo, que até vai sair aqui no blog de tão bom e prático. Receita da minha irmã Fefê. Depois de tudo pronto, lá fui eu fazer a parte mais idiota de todas: tirar do freezer e desenformar. Só que rolou aquele desastre total. Só um dos sorvetinhos abandonou a forma, revoltado, mas ele ficou com uma cara tão deformada que me tirou o fôlego! Ódio mortal! Detalhe: o da minha irmã sempre fica perfeito.

E o bolo de chocolate meio amargo de ontem? Promessa de sucesso internacional. A receita é daquelas vipérrimas, tirada da bíblia do chocolate editada pela Larousse. E então, José? Ora, pois, bolo seco! Arghhhhhhhhh! Fiquei tão triste que nem trouxe o bichinho para o trabalho.

E essas são apenas algumas das trapalhadas mais recentes...

Ainda bem que alguma coisa ainda dá certo (mesmo não ficando visualmente agradável). Talvez seja um incentivo de leve para eu não desistir de vez.

Hunf! Cansei! Deus da cozinha, por favor, me dá uma mãozinha aí?

6 comentários:

  1. Dei boas risadas com esse relato.. Longe de ser uma situação engraçada, afinal almoço do dias dos pais tudo deve sair perfeito e bate o desespero quando nada sai certo..

    Abraços!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hehehehe! Tem um lado cômico, Paula. Apesar do desespero que bate na hora... :)

      Excluir
  2. Mari, reza para a Deusa Héstia!... Que sabe ela não resolve o seu problema??!!! (:

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vou mesmo!!!!! Fazer promessa das brabas!

      Excluir
  3. Ai, amiga, isso me acontece direeeeto!kkkkk O almoço de dia das mães me deixou traumas eternos!! Impossível cozinhar pra 10 pessoas! hehehe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, amiga! Você cozinhou para 10??? Então está muito mais avançada na cozinhado que eu imaginava!!! Na verdade, temos é que parar de nos cobrar tanto! Se der errado? E daí? Faz parte! Come a gororoba ou pede pizza! :)

      Excluir