Bolo mármore

Ele é lindo. Cheiroso. Macio que só. E vem recheado de pequenas surpresas que garantem uma explosão de prazer a cada mordida.

Estou falando da minha receita favorita de bolo mármore - ou bolo preto e branco, para os mais íntimos.

Claro que isso não significa que você tem que gostar da minha versão (aqui, um parênteses. Quando digo 'minha versão', na verdade, quero dizer 'aquela que testei e que mais me agradou e por isso virou a receita oficial daqui de casa quando o assunto é bolo mármore' - e não 'minha versão' no sentido de que fui eu que inventei. Esse tema, aliás, rende uma crônica. Mas fica pra depois).

Voltando ao protagonista do dia...

Bolo mármore é aquela coisa fabulosa. Primeiro, porque tem chocolate. E tudo que leva chocolate é, no mínimo, excepcional(exatamente como leite condensado, outro ingrediente que, sem dúvida, tem alguma espécie de pacto com o diabo). O chocolate, ainda que inicialmente inserido como peça decorativa, só para dar aquele tchan à parte branca, altamente sem graça, sempre teve destaque, pelo menos para mim. Desde pequena, espero o bolo ser partido para então rodá-lo de um lado a outro só para ver onde estão as maiores concentrações de massa preta - e garantir, assim, o pedaço perfeito!

Depois, porque cada bolo mármore sai de um jeito. Um mais lindo que o outro. Como se tivessem sido desenhados manualmente, um por um, pelos anjos protetores de quem se aventura na cozinha. Eles são tão lindos e fascinantes que eu poderia muito bem passar horas na frente de um (desde que partido), só curtindo suas curvas sinuosas. Bom, horas é exagero. Até porque, depois de tanta contemplação, não haveria bolo. Apenas a memória do que ele um dia foi.

Talvez por tudo isso, hoje bateu uma vontade louca de assar bolo mármore. Não deu outra. Fiz assim que cheguei do trabalho. Horas depois, a casa ainda mantém o cheiro inebriante do bolo mármore recém-assado. Aleluia! Sinto-me em dia de festa. Meu estômago então...

Guarde essa receita. Ela vale ouro! Principalmente, por conta da parte do chocolate. Molhadinha como você nunca viu.

Bolo mármore

Ingredientes

2 ½ copos de açúcar
½ copo de cacau em pó
¼ copo de Karo
2 ½ colheres (chá) de baunilha
2 2/3 copos de farinha de trigo
2 colheres (chá) de fermento em pó
½ colher (chá) de sal
200 g de manteiga sem sal, temperatura ambiente
4 ovos
1 copo de leite, temperatura ambiente
1 copo (170 g) de chocolate meio-amargo picado (ou gotas)

*O copo é aquele tradicional de requeijão

Modo de Preparo

Numa panela, misture ½ copo de açúcar, o cacau e o Karo com ½ copo de água fervente. Misture bem e leve ao fogo até começar a ferver, mexendo ocasionalmente. Assim que ferver, desligue o fogo e junte a baunilha. Reserve.


Unte as duas formas redondas de tubo (buraco no meio). Pré-aqueça o forno a 180° C.

Num recipiente, misture a farinha, o fermento em pó e o sal. Reserve.

Na batedeira, bata a manteiga com os 2 copos de açúcar restantes. Bata bem até formar um creme leve e fofo. Em velocidade média, adicione os ovos, um por um, batendo bem entre cada ovo. Diminua a velocidade da batedeira e adicione os secos alternando com o leite, em três vezes, sempre começando e terminando com os secos. Adicione o chocolate picado, mexendo delicadamente com uma espátula.


Divida a massa em quatro partes iguais. Uma quarta parte deve ser misturada à calda de chocolate. Alterne as partes brancas e pretas na forma. Para dar o efeito mármore, enfie o palito até o fundo da forma e, com movimentos circulares, faça ondas no bolo, levantando e abaixando o palito para ter certeza que as camadas se misturaram.

Dessa vez, assei uma parte em forminhas de cupcake!


O restante foi para a forma normal! E, neste momento, parte dele deve estar passeando pelo aparelho digestivo dos meus pais! :)

Comentários

Postagens mais visitadas